"DEUS DESCONHECIDO"

01-12-2011 10:48

 

         O apóstolo Paulo foi levado a Atenas, cidade grega; e enquanto esperava Silas e Timóteo, seus companheiros, pregava aos judeus na sinagoga, e também na praça da cidade, todos os dias. Alguns filósofos o ouviram e levaram-no ao Areópago, dizendo: “Poderemos nós saber que nova doutrina é essa de que falas” (At.17:19). E Paulo, no meio do Areópago disse: “Varões atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse pois que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio” (vs. 22 e 23). (O Areópago era o supremo tribunal de Atenas, onde eram julgadas as causas mais importantes).

        O Deus desconhecido a que Paulo se referia não era Jeová, pois Deus desconhecido é aquele que nunca foi conhecido por ninguém, por isso João diz: “Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o fez conhecer” (Jo.1:18). E o próprio Jesus disse: “Ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Mt.11:27).

 Mas Jeová era deus conhecido. Primeiro foi conhecido por seu povo Israel. O salmista disse: “Conhecido e deus em Judá, grande é o seu nome em Israel. E em Salém está o seu tabernáculo, e a sua morada em Sião” (Sl.76:1-2). “Assim diz o Senhor Jeová: No dia em que escolhi a Israel, levantei a minha mão para a descendência da casa de Jacó, e me dei a conhecer a eles na terra do Egito” (Ez.20:5).

Jeová foi conhecido pelos moradores de Jericó. Josué enviou dois homens para espiar a terra e a cidade de Jericó, que se esconderam no telhado da casa de uma prostituta de nome Raabe. E ela lhes disse: “Bem sei que Jeová vos deu esta terra, e que o pavor de vós caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desmaiados diante de vós. Porque temos ouvido que Jeová secou as águas do Mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito, e o que fizestes aos dois reis dos amorreus, a Siom, e a Ogue, que estavam dalém do Jordão, os quais destruístes. Ouvindo isto, desmaiou o nosso coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque Jeová vosso deus é deus em cima nos céus e em baixo na terra” (Js.2:9-11). E Jeová declara sobre esta prostituta, dizendo: “Dentre os que me conhecem, farei menção de Raabe” (Sl.87:4). Raabe conheceu Jeová Tsebaot, o deus das guerras.

Declarou também ser conhecido pela Babilônia, Filistia, Tiro e Etiópia (Sl.87:4).

Vamos ver como Jeová se dá a conhecer. Na profecia contra Gogue, Jeová disse: “E contenderei com eles por meio da peste e do sangue; e uma chuva inundante, e grandes pedras de saraiva, fogo, e enxofre farei cair sobre ele, e sobre suas tropas, e sobre os muitos povos que estiverem com ele. Assim eu me engrandecerei e me santificarei, e me farei conhecer aos olhos de muitas nações; e saberão que eu sou Jeová” (Ez.38:22-23). Jeová fazia questão de ser conhecido. Ele dizia: “Mas o que se gloriar glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou Jeová, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz Jeová” (Jr.9:24). “Fará um homem para si deuses, que contudo não são deuses? Portanto, eis que lhes farei conhecer, desta vez lhes farei conhecer a minha mão e o meu poder; e saberão que o meu nome é Jeová” (Jr.16:20-21).

Mas Paulo pregou o Deus desconhecido. Por que Deus desconhecido? Porque os deuses conhecidos até aquela data eram todos deuses da guerra, da morte, do prazer, da força, da beleza, da fecundidade, etc. e etc. Jesus revelou o Deus que é amor, que nunca foi conhecido por homem nenhum. Paulo fala desse Deus, que é amor, que perdoa os inimigos. Para convencer que Deus, o Pai, era realmente desconhecido, Paulo declarou: “Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu e nem pode ver: ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém” (I Tm.6:16). Jeová foi visto por Adão (Gn.3:8). Apareceu a Abraão: “Sendo pois Abraão da idade de noventa e nove anos, apareceu Jeová a Abraão, e disse-lhe: Eu sou o deus Todo-poderoso” (Gn.17:1). “Depois apareceu-lhe Jeová nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, quando tinha aquecido o dia. E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três varões estavam em pé junto a ele” (Gn.18:1-2). Jeová declara que apareceu a Abraão, Isaque e Jacó: “Falou mais deus a Moisés, e disse: Eu sou Jeová. E eu apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó, como o deus Todo-poderoso; mas pelo meu nome, Jeová, não lhes fui perfeitamente conhecido” (Ex.6:2-3). Depois que Jeová deu a lei no monte Sinai, subiram ao monte: Moisés e Arão, Nadabe e Abiú, e setenta dos anciãos de Israel, e viram o deus de Israel, e debaixo dos seus pés havia como uma obra de pedra de safira, e como o parecer do céu na sua claridade. Porém ele não estendeu a sua mão sobre os escolhidos dos filhos de Israel; mas viram a Deus, e comeram e beberam (Ex.24:9-11). Muitos outros viram a Jeová. Mas João declarou que Deus nunca foi visto por alguém (Jo.1:18). O que viram era outro. Ninguém poderia ver a Deus Pai, pois é invisível (Cl.1:15; I Tm.1:17).

 Jeová habita em Sião. Davi disse: “Porque Jeová elegeu a Sião; desejou-a para sua habitação, dizendo: Este é o meu repouso para sempre; aqui habitarei, pois o desejei” (Sl.132:13-14). “E vós sabereis que eu sou Jeová, vosso deus, que habita em Sião, o monte da minha santidade” (Jl.3:17).

  Jeová habita na cidade de Jerusalém: “E alguns dos chefes dos pais, vindo à casa de Jeová, que habita em Jerusalém, deram voluntárias ofertas para a casa de deus, para a fundarem no seu lugar” (Ed.2:68). “Bendito seja Jeová desde Sião, que habita em Jerusalém. Louvai a Jeová” (Sl.135:21).

  Jeová habitava no templo. Salomão, terminada a construção do templo, disse em oração: Certamente te edifiquei uma casa para morada, assento para a tua eterna habitação” (I Rs.8:13). E Moisés disse no seu cântico: “Tu os induzirás, e os plantarás no monte da tua herança, no lugar que tu, ó Jeová, aparelhaste para tua habitação, no santuário, ó Jeová, que as tuas mãos estabeleceram” (Ex.15:17).

 Paulo, porém, declara: “O Deus que fez o mundo e tudo o que neles há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens” (At.17:24). O Deus desconhecido não habitava em templos construídos por mãos de homens.

 Os levitas foram escolhidos para o serviço de Jeová, e Arão e seu filhos foram separados para esse ministério; Arão era bisneto de Levi, ele e Moisés (Ex.28:1).

Jeová era também servido pelo povo de Israel, pois disse a Faraó: “Eu te tenho dito: Deixa ir o meu filho, para que me sirva; mas tu recusaste deixá-lo ir; eis que eu matarei o teu filho, o teu primogênito” (Ex.4:23). E repete Moisés, dizendo: “O deus dos hebreus, me tem enviado a ti, dizendo: Deixa ir o meu povo, para que me sirva no deserto” (Ex.7:16). E Moisés falou ao povo de Israel: “A Jeová teu deus temerás, e a ele servirás, e pelo seu nome jurarás” (Dt.6:13). Quem serve, socorre; e Débora no seu cântico, disse o seguinte: “Amaldiçoai a Meroz, diz o anjo de Jeová, amaldiçoai acremente os seus moradores; porquanto não vieram em socorro de Jeová, em socorro de Jeová com os valorosos” (Jz.5:23).

 Mas o Deus desconhecido, que é o Deus de amor e da paz, e o Deus da graça total, não é servido pelos homens. O texto diz: “Deus não habita em templos feitos por mãos de homens; nem tão pouco é servido por mãos de homens, como que necessitado de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a vida a todos, e a respiração, e todas as coisas” (At.17:24-25). O único que serve ao Deus Pai é Jesus Cristo, que disse: “Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer” (Jo.17:4). Nós que temos o nome de cristãos, servimos a Jesus Cristo, que disse: “Qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus” (Mt.10:32). E outra vez: “Ninguém vem ao Pai, senão por mim” (Jo.14:6).

        O único Deus conhecido e verdadeiro, conhecido pelos homens, é Jesus Cristo (I Jo.5:20).

 

© 2009 Verdades B�blicas All Rights Reserved.
 

Discipulo Luiz: Até hoje em dia, tanto o Vaticano quanto os líderes das igrejas evangélicas afirmam que o Deus do Antigo Testamento é o mesmo do Novo Testamento. Será que essas igrejas realmente estão trabalhando para Jesus?
 
-Mais informações sobre o assunto, voce encontra postado em videos (de terceiros), nas paginas do canal: http://www.youtube.com/user/DISCIPULOLUIZ